Capítulo 7- O Cachinhos de ouro

Fui entrando sem muita esperança na lojinha. Mamãe parecia criança em loja de brinquedos, olhava tudo e soltava suspiros de emoção.
Janet, a dona do local, não estava por ali naquele dia. O seu filho, seu lindo, encantador e amado filho que estava atendendo.

Estava perdida dentro de uma fantasia de cavalo quando ele apareceu. Senti meu rosto corar. Que vergonha!
Mas como era um menino educado, conteve-se a um pequeno comentário.
"Nunca vi um cavalo tão fofinho antes. (risos)"
Bom, eu sabia que na verdade ele queria dizer:
"Que droga é essa afinal? Você parece uma porca vestida de cavalo. Tira isso antes que mais alguém te veja."
Tirei rápido. Estava louca para sair dali, mas metade de mim chorava e implorava para continuar e arrumar uma fantasia.
Mamãe pediu para que eu esperasse enquanto ela procurava outra fantasia melhor. Me sentei em um banquinho em frente ao balcão. Foi só então que prestei atenção no garoto.
Usava uma camisa polo vermelha e uma calça jeans bem bonita. Tinha leveza nas mãos. Movia as roupas de um lado para o outro como se estivesse dançando em um grande salão com seu par. Os cabelos eram cacheados e muito loiros. Aquilo me lembrou a velha história da Cachinhos de ouro...
Foi então que uma lâmpada bem grande acendeu em cima da minha cabeça, como acontece nos desenhos animados, quando alguém tem uma ideia. Eu já sabia o que usar na festa! Iria de cachinhos de ouro! Perfeito!
Fiquei tão animada com a ideia que fiz um esforço tremendo para perguntar à minha inspiração se havia mesmo a fantasia por ali.
Sabe o que ele disse?
Um "talvez" seguido de um sorriso de fada madrinha. Poderia ter apenas me dito sim ou não. Mas acho que ele era excêntrico demais para isso.
Me olhou bem, fez algumas caretas e disse para que eu esperasse. Então pegou mamãe pelo braço e os dois sumiram em uma porta atrás do balcão.
Fiquei ali abandonada. Já eram 18hs e 30 min, eu tinha pouco tempo para conseguir a roupa. A festa começava às 20 horas. Provavelmente essa era minha última chance. Torci para que tudo desse certo lá no "buraquinho da criatividade".

 

tags:
publicado por cinderelashakespeariana às 16:34
link do post | comentar | favorito